Pages

Subscribe:

Ads 468x60px

26 de agosto de 2011

De olho nos registros

História

De olho nos registros

Saiba como animar as aulas de História utilizando diferentes materiais como cartas, pinturas, filmes e conteúdos interativos da internet

Por Sâmia Gabriela Teixeira




Objetivos:

Estimular o gosto pela História
Desenvolver a curiosidade histórica com novas ferramentas de pesquisa

Faixa etária: 3º ao 5º ano



Foto e ilustração: Shutterstock

Como disse o historiador francês Marc Ferro, nascido em 1924, “o filme, imagem ou não da realidade, documento ou ficção, intriga autêntica ou pura invenção, é História”. Essa frase marcou um período, datado em fins da década de 20, em que o estudo da História passou a ser reconhecido como uma ciência. Foi nessa época em que os historiadores passaram a considerar diferentes fontes de pesquisa, como o cinema, a fotografia, a pintura, a literatura, enfim, todas as formas de expressão cultural e artística como meios de pesquisa.

Tamires Magalhães, pedagoga e coordenadora do Colégio Grilli Magalhães, localizado na Cidade A. E. Carvalho (SP), explica que o uso de materiais que vão além dos livros didáticos auxilia no desenvolvimento do aprendizado, pois facilita a absorção do conteúdo de uma quantia mais significativa da sala. “Com a utilização de filmes, imagens e fotografias, a compreensão do tema abordado é mais ampla e abrange também as crianças que encontram dificuldade de aprendizagem somente com base na leitura. A aula também fica mais interativa e produtiva, pois esse dinamismo possibilita mais questionamentos e estimula a atenção dos alunos”, diz Tamires.

Foto: Wikipédia

Dica de filmes!

• Sessão Charles Chaplin Para abordar temas como a 2ª Guerra Mundial e a Revolução Industrial, promova uma sessão de cinema com os filmes O Grande Ditador e Tempos Modernos.

Dica de leitura!

• No Tempo de Michelangelo Autor: Antony Mason Editora: Callis Editora Preço: R$ 30,00 Onde encontrar: www.callis.com.br

• No Tempo de Renoir Autor: Antony Mason Editora: Callis Editora Preço: R$ 30,00 Onde encontrar: www.callis.com.br

• No Tempo de Picasso Autor: Antony Mason Editora: Callis Editora Preço: R$ 30,00 Onde encontrar: www.callis.com.br

História e arte

Uma boa maneira de trabalhar a evolução cronológica é ligar fatos com materiais para apreciação visual. Apresente aos alunos obras de Michelangelo, Renoir e Picasso. São artistas de épocas diferentes que possuem estilos distintos não somente por identidade, mas também pelo que viviam, cada qual em seu tempo. Você pode utilizar a coleção de livros sugerida na página anterior como material de apoio, para mostrar as pinturas e as características de cada artista. Explique que com a Revolução Industrial e o surgimento da fotografia, a arte tomou um rumo diferente, fugindo da perfeição e semelhança com o real e ganhando um tom mais abstrato, como o traço peculiar de Picasso e suas imagens cubistas.

A internet como ferramenta

Muitas crianças aprendem desde cedo a manusear computadores e a navegar na rede. Utilizar esse canal é uma maneira prática de unir a habilidade e interesse dos alunos pelo tema a ser discutido em aula. Fernanda Tardin, professora e orientadora tecnológica do Instituto de Educação Eber Teixeira de Figueiredo, de Bom Jesus do Itabapoana (RJ), afirma que o professor deve entender urgentemente a necessidade de utilizar as mídias digitais. “Os alunos hoje em dia ‘respiram tecnologia’ e o professor tem que aproveitar isso a favor da aprendizagem, tornando a aula mais prazerosa e qualitativa”, ressalta Fernanda.


História

De olho nos registros

Saiba como animar as aulas de História utilizando diferentes materiais como cartas, pinturas, filmes e conteúdos interativos da internet

Por Sâmia Gabriela Teixeira



Redação criativa

A linguagem é outra maneira de estudar as diferentes épocas da História. Tamires Magalhães sugere que o professor leia A Carta, de Pero Vaz de Caminha, e peça aos alunos que façam uma redação livre imaginando como seria essa carta em tempos modernos. Imagine se as embarcações portuguesas chegassem hoje e vissem toda a tecnologia, a internet, a televisão, os canais de comunicação e a rapidez de um email. Depois da atividade, proponha a leitura em grupo para que todos descubram ideias e visões diferentes. Para ter o conteúdo original, acesse o link: http:// migre.me/55WuR.

Material de apoio

Fernanda Tardin possui um blog que oferece um leque de opções divertidas para o aprendizado de várias disciplinas. As dicas são essenciais para o professor que deseja realizar as aulas com jogos educativos ou de maneira lúdica. Além do conteúdo de apoio, há também discussões sobre a importância do uso de mídias na educação e como o professor pode contextualizar os assuntos. “A quantidade de informação disponível na internet é muito grande, mas o aluno precisa transformar essa informação em conhecimento.

Para isso, o professor precisa conhecer, experimentar e acreditar nessa prática, identificando as especificidades de cada recurso e assim utilizá-los de maneira criteriosa e responsável”, explica Fernanda. Vídeos ou filmes, jogos educativos, atividades online, músicas, jornais, revistas, blogs, redes sociais etc., as possibilidades são muitas. Aproveite e conheça várias delas no site www.utilizandomidias.blogspot.com

Dica de leitura!

• Viagem Virtual Autor: Vera Carvalho Assumpção Ilustrações: Dave Santana Editora: Larousse Editora Preço: R$ 24,90 Onde encontrar: www. larousse.com.br

• Bate-papo com a História Autores: Heródoto Barbeiro e Bruna Cantele Ilustrações: Bruno Brazão Editora: Escala Educacional Preço: R$ 22,50 Onde encontrar: www.escalaeducacional.com.br


Dica esperta!

Após trabalhar com as pinturas, se houver um laboratório de informática, utilize o site do Google, Art Project, que agrega 17 museus de diversos locais do mundo e possibilita visitas virtuais com informações e detalhes de cada obra visualizada. Acesse: www.googleartproject.com Há também museus brasileiros com sites e tecnologia de visita virtual.



Fonte:http://migre.me/5y4ar




0 comentários: